sábado, 12 de julho de 2008

Você está acordado?

Assunto recorrente: insônia. Creio que por sofrer deste mal, eu comecei a me interessar sobre tudo que fale sobre o sono. Longe de ser um expert, sou apenas um curioso. Mas pode acreditar que tudo o que pintar em minha frente sobre o assunto eu vou me interessar. Filmes, livros, revistas, conversas de boteco... tudo o que pintar, afinal como durmo pouco terei tempo para estudar sobre o assunto.

Mas a grande pergunta que sempre me vem a mente é: eu estou acordado?

A pergunta parece simples de ser respondida, mas se pararmos para”analisar” pessoas com um simples “fiozinho desligado” veremos que o que temos como verdade as vezes não é bem a realidade. Boa parte de minha vida estive sobre o mesmo teto com uma tia avó que teve problemas na juventude o que a levou a viveer e chegar a velhice com uma noção distorcida de nossa realidade. Viveu boa parte do tempo dentro do espaço de nossa casa. Ás vezes ia ao centro da cidade com minha mãe, raramente a casa de algum parente. Desde pequeno a situação dela me deixava perplexo. No dia a dia aprendi a aceitar a sua dificuldade perante o mundo, mas era algo muito estranho e intrigante, pois ela estava por um fio da “normalidade”.

E então, volto a me perguntar: estou acordado?

Será que minhas verdades são vistas por outros como atitudes anormais? Nem é o caso de se importar ou não com a opinião alheia, mas se eu parar para pensar não consigo dormir.

O padrão estabelecido é o correto? Nossa vida se resume ao “plano desperto”? torço para que isto seja verdade, pois dificilmente me recordo de meus sonhos... Já nos sonhos eu me recordo de quem eu acho que sou.

Acho que o ponto principal de minha grande dificuldade para dormir é que tudo se resume a estar acordado. Quando coloco a cabeça em meu traveseiro para me desligar por umas horas sempre um pensamento sobre o que fazer ao acordar atrapalha o sono. E ali estou eu, novamente desperto e irritado com isto, pois tenho que dormir logo para acordar.

E então penso em aproveitar o tempo acordado. Boa parte do que escrevi em minha vida foi desta forma. Se não fiz na insônia o pontapé inicial da idéia surgiu ali. Na dúvida entre dormir e acordar surgem as idéias. Porém pelo pouco que li a falta do sono me atrapalha e muito.

Nova pergunta: por que ainda estou acordado?

Agora parece que cheguei a conclusão que estou acordado e que devo domir. Só posso estar acordado, pois me recordo de poucos sonhos, mas em nenhum deles passei tanto tempo em frente a um computador digitando um texto. O “reino onírico” não oferece algo tão maçante... só posso estar acordado!

O jeito é dormir.. para depois acordar e voltar para a realidade. Mas o que é real?

Um comentário:

Daniel disse...

Caramba, muito bom o texto, sempre quando consigo dou uma olhada no blog... jah tinha cansado de ver o texto da calça jeans, kakak li umas duas vezes kakaka... sobre o sonho do sidarta e etc... eu tenho conseguido manipular uns... com as tecnicas do cara, esta noite tive um da hra, quando der eu te conto... um abraco doglao to esperando o livro... ou o filme.